Estrangeiros no momento
2003-10-03
 
Lynce em extinção
Pedro Lynce é, já desde os tempos de Cavaco Silva, em conjunto com Manuela Ferreira Leite, um dos principais rostos de uma ofensiva contra o Ensino Superior Público, que se tem traduzido num aumento das propinas (que, neste ano, se pode classificar como brutal) e num crescente desinvestimento do Estado nas Universidades.
Pedro Lynce nada fez para alterar uma lei de financiamento do ensino superior que, já de si, tinha componentes perversas, como a indexação do financiamento de uma Universidade ao número de alunos, sem considerar a qualidade da produção científica dessa Universidade.
Pedro Lynce é a cara de uma fusão ministerial (a da Ciência com o Ensino Superior) que teve como consequência a completa subalternização da Ciência em Portugal, com o seu orçamento desviado para "tapar buracos" dos das Universidades.
Pedro Lynce é o responsável pelo inverter de uma tendência de expansão na Ciência portuguesa (consequência da política muito positiva do Ministro do anterior Governo), incompreensível num paí­s com a falta de quadros qualificados que ainda é Portugal. Para disfarçar esta tendência, tem usado desavergonhadamente estatísticas baseadas nas políticas do Governo anterior.
Pedro Lynce deixa a Ciência portuguesa, e em particular a Fundação para a Ciência e a Tecnologia, de "tanga".
Pedro Lynce já era uma "pedra no meu sapato" desde os célebres tempos da PGA, em 1992. Não vai deixar saudades absolutamente nenhumas.
Hoje eu estou feliz. FM


Powered by Blogger

Nedstat Basic - Free web site statistics