Estrangeiros no momento
2003-11-26
 
Não me resigno
Foi há cerca de doze anos, se a memória não me atraiçoa. As primeiras páginas de todos os jornais britânicos eram unânimes: "Thatcher resigns". Estas manchetes marcaram profundamente o Ocidente, Portugal incluído. Desde então, o verbo "demitir-se", pelo menos aplicado aos grandes líderes, deixou de existir. Um líder que é líder não se demite, "resigna". Guterres não renunciou ao cargo: "resignou ao cargo". Este fim de semana, o presidente georgiano Eduard Chevardnadze também não se demitiu nem abdicou: "resignou ao cargo". Mas eu não me resigno. FM

Powered by Blogger

Nedstat Basic - Free web site statistics