Estrangeiros no momento
2004-03-22
 
Quarta Feira de Cinzas
Quarta-Feira próxima Durão e Blair se reúnen para abordar se imagina a questão terrorista. Como sabemos o papel central de Portugal na área temos a certeza que se tomarão muitas decisões importantes...

O erro de Aznar e em grande parte o de Durão Barroso foi acreditar que a sua aliança com os EUA representava para este algo mais que utilidade funcional temporária, achando que tinham presença estratégica na cabeça dos dirigentes americanos e ingleses.

A ingenuidade e estupidez de tais idéias fazem com que aqueles que andaram a pensar que a Península Ibérica se havia enchido de grandes estadistas comunguem da estupidez e ingenuidade destes líderes ibéricos, que só demonstraram para com o mundo talento para o teatro trágico-cómico.

Demonstraram também falta total de sentido da sua posição no mundo. Amanhã quando as lideranças de Alemanha e de França tenham melhores relaciones com a administração norte-americana (e inglesa por extensão), Espanha e Polônia (nem vale a pena referir Portugal) não representará absolutamente nada para EUA ou Reino Unido, e quem achar o contrário se ilude. Ao passo, que das cabeças das elites dirigentes de França e de Alemanha, e mesmo dos povos destes países, não desaparecerá tão cedo os receios sobre o europeísmo dos países medianos de Europa. E quer se quiera quer não, Shroeder e Chirac têem toda a razão quando dizem que estes países morderam a mão que lhes deu de comer. O pior de tudo, é que como qualquer cachorro raivoso, morderam sem que a médio e largo prazo ganhem nada com isso, e tenham isso sim, grandes riscos de perderem várias coisas.

Durão se vai reunir com Blair, tenho pena de Portugal porque vai noticiar-lo provavelmente em alguns meios de comunicação que sabemos todos quais são como sendo uma oportunidade de Portugal assumir uma posição charneira na política mundial, agora que o "lugar" conquistado pela Espanha de Aznar está vago (como se este lugar fosse sequer invejável...). Esperemos que não existam muitos meios de comunicação estrangeiros dando importância a notícia, para não amplificar a dimensão da nossa estupidez.

O que conseguiram para os seus cidadãos, Durão Barroso e Aznar, ao ligarem os países que dirigiam as aventuras desta estúpida administração norte-americana, foi apenas amplificar os complexos e pequeninices dos seus países e cidadãos.

Para aqueles que ao parecer ainda não entenderam: uma Europa sem importância nem dignidade não engendrará uma Península Ibérica mais importante nem mais digna. O lugar de Espanha e de Portugal passa por Europa. Nestes tempos de tanta estupidez á solta deveríamos exigir líderes mais responsáveis e inteligentes.
RF

Powered by Blogger

Nedstat Basic - Free web site statistics